Publicidade

História da lichia e variedades dessa fruta deliciosa

História da lichia

História da lichia. A princípio, quando o ano está chegando ao fim, e com isso começa a aparecer nos hortifrútis, uma fruta muito utilizada para decorar mesas de Natal: a lichia, mas sabendo que não é só para fins decorativos que serve.

História da lichia

Publicidade

Além disso, de ser muito saborosa, tem vários benefícios para a saúde. Veja em seguida a história dessa fruta deliciosa:

Origem e botânica das espécies

Dessa forma, a lichia (Litchi chinensis) é uma espécie de planta com flor pertencente à família Sapindaceae. Nesse sentido, possui três subespécies: a Chinensis, que é mais consumida, a Philippinensis, que produz frutos não comestíveis, e a Javanensis, que produz frutos menores e mais ácidos.

Ainda assim, é uma planta arbórea, que atinge uma altura de 12 metros, mas quando enxertada atinge um máximo de 5 metros. É melhor adaptado a climas subtropicais e em latitudes entre 15º e 35º.

Publicidade

Seus frutos, tecnicamente chamados de “drupa”, são redondos, com uma casca fina e grossa, variando de rosa a vermelho. Essa magnífica fruta tem é macio, doce e levemente ácido, e a textura se assemelha à das uvas.

As folhas de lichia mudam de cor com a idade, tornando-se mais vermelhas quando jovens, passando verde-amarelado claro e, quando maduras, verde escuro.

Publicidade

Além disso, a inflorescência é formada por um buquê formado a partir de pequenas flores brancas, amarelas ou verdes. A floração ocorre entre junho e julho, e as colheitas entre novembro e janeiro.

Os maiores produtores mundiais de lichia são a China e a Índia, com mais de 90% da produção, o Vietnã, Madagascar e a Tailândia se unindo.

No Brasil, a maioria das plantações de lichia existe nos estados de São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Espírito Santo.

Espécies variadas

Existem centenas de variedades de lichia, mas no Brasil apenas duas variedades crescem em maior escala: “Bengala” e “Brewster”.

A primeira é a mais produtiva e cultivada do Brasil. A árvore tem galhos de alta resistência, bem estruturados, frutos bastante grandes pesam entre 23 e 27 gramas, a polpa é de cerca de 56%, a casca é vermelha, forte e tem amadurecimento tardio.

Brewster produz frutos um pouco menores, cerca de 20-22 g, mas com 78% de polpa, a casca tem uma cor vermelha mais clara e o amadurecimento dos frutos é precoce.

DEIXE SUA AVALIÇÃO

 Fala pessoal, espero que vocês estejam todos bem. Meu nome é Marlus, escrevo para o Blog desde 2018, sou apaixonado pelo setor agrícola. Estou sempre trazendo as melhores dicas sobre plantações para você manter sua roça linda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *