Publicidade

Necessidades na plantação do maracujá: pragas e variedades!

Necessidades na plantação do maracujá

Necessidades na plantação do maracujá! A princípio, de acordo com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), o Brasil é o maior produtor mundial, com um volume de cerca de 330 mil toneladas/ano, o que responde por mais da metade da produção mundial. Dessa forma, especialistas dizem que é um mercado que ainda está crescendo muito.

Necessidades na plantação do maracujá

Publicidade

A Bahia é a principal produtora (quase 25% do total) e pode gerar até R$30 mil por ano em uma área de apenas um quarto de hectares, como acontece em Santo Antônio da Platina, norte do Paraná.

Escolhendo quais espécies plantar

Logo depois de observar todas as condições de crescimento, é hora de escolher uma espécie ou variedade. Para cultivar maracujá, você pode optar por plantá-lo através de sementes ou mudas.

Dessa forma, sementes ou mudas devem ser de qualidade como um dos passos mais importantes para garantir um bom rendimento.

Publicidade

A escolha das espécies deve considerar o destino que você dará aos frutos em sua horta, seja para consumo, pequena produção ou produção em larga escala. A demanda e o mercado devem ser conhecidos.

Existem várias variedades diferentes e algumas variedades a serem cultivadas encontram-se:

  • Maracujá Amarelo (Passiflora edulis f. flavicarpa O. Deg.)
  • Maracujá Roxo (Passiflora edulis Sims f. Edulis)
  • Maracujá Doce (Passiflora alata Dryand.)
  • Maracujá Açu (Passiflora quadrangularis)
  • Maracujá Maçã (Passiflora maliformis)
Publicidade

Nesse sentido, a maioria das plantações comerciais no Brasil (cerca de 95%) cultiva maracujá amarelo, também conhecido como maracujá azedo. Ainda assim, a fruta tem uma casca amarela de 6 a 12 cm de comprimento, tem uma boa condição ácida e é usada no preparo de sucos e receitas, além de ser consumida in natura.

Pragas e doenças

Dessa forma, outro cuidado importante é o ataque de pragas, principalmente pulgões (transmissores de uma doença chamada vírus do endurecimento de frutas) e lagartas (principalmente o início da cultura).

Por exemplo, no caso de lagartas, é possível usar repelentes naturais usando cebola ou cebolinha e galhos e folhas picados do falecido.

DEIXE SUA AVALIÇÃO

 Fala pessoal, espero que vocês estejam todos bem. Meu nome é Marlus, escrevo para o Blog desde 2018, sou apaixonado pelo setor agrícola. Estou sempre trazendo as melhores dicas sobre plantações para você manter sua roça linda.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *